segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Gotas

Ela ouve a chuva e corre para a janela. Limpa o vidro embaçado com a manga da blusa. Sente pelas frestas uma brisa que traz o cheiro que ela mais gosta, o de mato molhado. Sem pensar em frio, ela tira seu moletom e corre para a rua. Uma a uma as gotas atingem sua pele que se arrepia, e se juntam e escorrem do rosto para o pescoço e para o colo a mostra... E ali ela permanece sozinha, calada, abraçando a si mesma, sentindo em cada gota o gosto de um dia, aquele dia... O parque... um beijo... um mendigo... "Ei, para com isso! To com inveja..."

2 comentários:

Felds disse...

-- Não faz mais isso!
-- Porque?
-- Porque eu não tenho!

Paulinha disse...

tem horas q a cabeça da piolha é mais complicada do que a da dona da belasca!
=O