quarta-feira, 25 de março de 2009

Dança comigo?

Uma mão se estende em sua direção, ela não ve o resto do corpo que se aproxima. Aceita o convite e caminha para o espaço onde outros casais já dançam. Enquanto uma mão segura a sua, a outra envolve sua cintura, leve, sutil. Ela encosta seu rosto no dele, e o perfume que entra por suas narinas invade e provoca todos os seus sentidos. Os pelos se arrepiam. Um toque é dado para que a dança inicie. Seus pés deslizam conforme o comando do rapaz, ele a solta e ela gira, e na volta seus olhos se cruzam. Borboletas, milhares de borboletas se debatem no seu estomago. Ele a segura com mais força, sentindo cada fibra daquela cintura esguia, e ela arriscaria dizer que sentia as batidas do coração dele em seu peito. Os pés não tocam mais o chão, ela se entrega totalmente à música e àquelas mãos fortes que a dominam e comandam cada movimento do seu corpo. A cada passo a afinidade aumenta, eles se tornam um só. Os movimentos se tornam mais fortes, seus corpos parecem querer entrar um no outro. A pele de quem a conduz é macia como uma pétala, e a excitação cresce. Para ela a dança é como o sexo. Jogada no braços dele, todos os seus músculos se contraem, o orgasmo é iminente. O último acorde...

4 comentários:

Paulinha disse...

me dá um minuto pra eu recuperar o fôlego?

guto disse...

Não há nada como uma dança... uma dança como essa todos sabem os passos a serem dados mesmo antes de se começar a dançar... a magia é que isso tudo está dentro de cada um de nós... e descobrimos como se fosse sem querer que sabemos sim dançar!!!

Será que me entende??? BEIJO daqueles maiusculos...

Carol disse...

me arrepiei também!!

bjoos amore!!!

Gabriel disse...

Eu sempre lembro de uma música do Miltão quando quero convidar alguém pra dançar...

"Se você quiser eu danço com você
No pó da estrada
Pó, poeira, ventania
Se você soltar o pé na estrada
Pó, poeira
Eu danço com você o que você dançar

Se você deixar o sol bater
Nos seus cabelos verdes
Sol, sereno, ouro e prata
Sai e vem comigo
Sol, semente, madrugada
Eu vivo em qualquer parte de seu coração

Se você deixar o coração bater sem medo

Se você quiser eu danço com você
Meu nome é nuvem
Pó, poeira, movimento
O meu nome é nuvem
Ventania, flor de vento
Eu danço com você o que você dançar

Se você deixar o coração bater sem medo
Se você deixar o coração bater sem medo
Se você deixar o coração bater sem medo"