sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Por que será?

Me perguntam porque sou estressada, então vou contar duas situações pelo qual eu passei essa semana que fizeram ter vontade de cortar os pulsos com uma faquinha de bolo pulmann.
Só para clarear as idéias eu trabalho numa corretora de seguros, tá?!
Quarta-feira: um cliente me manda um email pedindo um cálculo de seguro, de QUINZE veículos. Como ele já é cliente eu pensei: ele vai trocar de carro, ou montar uma frota? Respondi o email com esse questionamento, e ele me respondeu que era para uma "breve substituição". Respirei fundo, estufei o peito e gritei para o meu chefe:
-VAAAAIII SEEEE FODEEEEEEEEER!!!
Não fiz o cálculo. No dia seguinte a mulher do bendito me ligou avisando que eles compraram um carro. O ÚLTIMO da lista que ele me pediu. Féla duma rapariga! Eu comecei a espumar de raiva...
Quando acordei da convulsão, já medicada e solta da camisa de força, chegou uma senhora aqui dizendo que estava comprando um carro zero e me pediu para calcular o seguro para ela. Vamolá! Fiz o cálculo, imprimi, entreguei a ela, e conversando sobre o seguro, as vantagens, aquele xaveco todo, a desgranhenta diz:
-Ai, sabe... É que eu comprei o carro e a concessionária me deu um ano de seguro grátis...
OI?!
Bom, depois que me tiraram a mordaça eu voltei ao trabalho. E não me deram a faquinha... Hunff.